Container se transforma em escritório sustentável em Taquari

Leonardo Porto
28 de maio de 2022

3 min para ler


O dito popular “Casa de ferreiro, espeto de pau” não se aplica na cultura da Sollar Sul, empresa credenciada da Renovigi em Taquari, Rio do Grande do Sul. Parceiro de negócios na venda de sistemas fotovoltaicos, a empresa aplica na prática o que acredita em termos de sustentabilidade. “Isso é algo que prezamos não apenas para os projetos de nossos clientes, mas fazemos questão de vivenciar o conceito. Um exemplo é o nosso escritório, queria algo diferente e o resultado foi bem bacana, a ideia casou com o espaço onde estamos localizados, as margens da Lagoa Armênia, o cartão postal de Taquari’, explica o sócio proprietário Leonardo Porto de Souza.
Containers de construção
Containers de construção
Implantada em 2018, a Sollar Sul foi o primeiro projeto com containers na cidade que conta com pouco mais de 26 mil habitantes. A construção modulada teve o apoio de caminhões para a movimentação dos três containers, cada um com 12 metros de comprimento. O projeto buscou aproveitar os recursos naturais como a água da chuva e energia solar. A obra limpa, sem o consumo de materiais potencialmente poluentes, levou oito meses até ser concluída.

O espaço chama atenção, especialmente pela presença de uma árvore figueira com mais de cinquenta anos que recepciona e dá as boas-vindas ao visitantes. O escritório também contempla faces envidraçadas que diminuem a necessidade de luz artificial durante o dia e os mobiliários externos são de madeira plástica ecológica. Em termos de investimento, a estrutura de container não é a mais barata, porém, um dos métodos mais sustentáveis de construção. O projeto inclui a captação da água através de cisternas, onde a água da chuva acaba alimentando os banheiros e o jardim.

DE EVENTOS A ENERGIA SOLAR
Mas até chegar ao segmento de energia fotovoltaica, Leonardo passou por outras experiências profissionais. “Desde criança já trabalhava em um mercado no bairro próximo a minha casa, apesar de nunca faltar nada na infância, sempre quis ter minha independência. Fui funcionário no ramo de eventos, mas minha meta era deixar de ser empregado e empreender. Com 20 anos meu sonho, como a maioria das pessoas, era ser dono do próprio negócio e enriquecer. Só que nem sempre acontece nessa ordem. Em 2009 iniciei um projeto na área de eventos que deu certo até 2011, atendia toda região do vale do Taquari, viajava muito e sofri alguns acidentes que me desmotivaram a seguir, repensei e mudei o foco. Em 2012 passei a prestar serviço de comercialização de formaturas para uma empresa da região, agora como funcionário,” conta.

A característica empreendedora estimulou Leonardo a investir. Em 2018, com as primeiras instalações de energia solar surgindo, viu que o mercado era potencial e apostou na ideia. “Observei que o ramo seria promissor, sentia que o negócio poderia ser grande. Em 2017 iniciei o planejamento da minha empresa, buscando por treinamentos, eventos e tudo que fosse agregar de conhecimento para área de energia solar.”

No decorrer da estruturação do empreendimento, Leonardo adquiriu um sistema residencial de energia fotovoltaica e a instalação foi feita por ele mesmo com a ajuda de um amigo eletricista. “Não me sentia seguro em vender antes de aprovar o sistema e sair a homologação. Quando aprovada, confirmei minha certeza de que era um bom negócio, traria lucro para os clientes e agregaria valor ao mercado.”

Em abril de 2018 a Sollar Sul abre as portas com atuação em todo território gaúcho. Atualmente conta com 40 profissionais diretos e indiretos que executam desde o descarregamento dos materiais até o pós venda, diferencial que o empresário faz questão de acompanhar. Atualmente já foram mais de 10 mil painéis solares comercializados e 350 projetos instalados em residência, indústria e agricultura.
Containers de construção

PRÓXIMOS 12 MESES
Questionado do que espera para o próximo ano, o empresário vislumbra a expansão do negócio com intenção de abertura de mais cinco lojas e a finalização da obra do centro de armazenagem, distribuição e montagem de materiais com 2 mil m². A intenção nos próximos 12 meses é contar com 10 lojas em funcionamento e nos próximos 3 anos, a abertura do franqueamento. “Às vezes as empresas se focam em apenas fazer e esquecem da qualidade de instalação, engenharia, qualidade comercial e necessidade de investir em marketing. A intenção da Sollar Sul é crescimento em escala segura, e não crescimento rápido e inseguro.”

ENERGIA SOLAR COMO MEIO
“Acredito que energia solar é muito mais do que economia para as pessoas. É o meio que traz oportunidades para investir em outros projetos que não teriam condições se não fosse a redução no custo da energia elétrica, uma vez que pode chegar em até 95%,” destaca. O empresário também pontua o esforço em desmistificar uma ideia equivocada de um produto que não é real ou que é ilegal. “A energia solar é uma alternativa tão boa que as vezes é difícil acreditar.”